domingo, 12 de maio de 2013

Desapego?

"Feliz esse que abdica de tudo, e a quem, porque abdicou de tudo, nada pode ser tirado nem diminuído." Bernardo Soares







De que serve uma vida da qual possamos dizer "nunca me desiludi porque nunca me apeguei a nada" ou "a maneira de sofrer menos é não esperar nada" mas eu pergunto - isso é viver? Se uma linha descrevesse esse trajecto de vida - sem apegos, sem expectativas, em suma sem emoção - seria uma linha recta horizontal. E como é emocionante uma linha recta horizontal!!!
Na vida temos de nos apegar às coisas que estão ao nosso dispor - a família, os amigos, os amores, as paixões, as aventuras, os trabalhos, as diversões... tudo no plural! Porque a vida é longa (vamos viver em média até aos 80) e quando algo falha não podemos isolar-nos das relações humanas evitando que uma próxima aconteça e nos volte a trazer sofrimento. Não podemos viver com medo de sofrer. Temos que ter a ousadia de sonhar, sonhar com o que nos faz feliz, conquistar... e perdermos levantamos a cabeça, ajeitamos o cabelo e continuamos ;)
O heterónimo do Fernando Pessoa não tinha razão, como podemos ser felizes se abdicamos da família, do amor, do prazer?
Somos apenas passageiros neste mundo e devemos carregar conosco toda a bagagem que nos faz felizes! :)

Sem comentários: